Adílson Góis da CruzProfessor

Área de Experiência
  • Area de experiencia 01
  • Area de experiencia 02
  • Area de experiencia 03
  • Area de experiencia 04
  • Area de experiencia 05
Educação
  • Educação 01
  • Educação 02
  • Educação 03
  • Educação 04
  • Educação 05

Formou-se em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Obteve o título de mestre em Filologia e Língua Portuguesa na mesma Universidade. Trabalha como consultor em língua portuguesa há mais de 18 anos, em empresas de diferentes ramos. Desenvolve treinamentos de revisão gramatical, comunicação escrita, comunicação oral, reengenharia de textos etc. Coordenou, durante 5 anos, programas de treinamento para profissionais de Call Center. Lecionou língua portuguesa nas redes pública e privada por 12 anos. Foi vogal de bancas de redação de importantes vestibulares e do ENEM. É coautor do livro Português.com.

publicações

  • Emprego dos porquês

    O uso dos porquês é fácil. Confira! Por que (razão) Será separado quando estiver seguido da palavra “razão”, escrita ou subentendida: Por que razão você não vai ao cinema? Explique por que a verba será insuficiente. Consulte o site e entenda por que você foi considerado um cliente preferencial. O gerente quer saber por que

    25 de julho de 2019
  • Cessão – seção/secção – sessão

    Atenção a algumas palavras que apresentam pronúncia semelhante, mas grafia e significação distintas. Não fique em dúvida! Cessão Deriva do verbo ceder. Significa ato ou efeito de ceder, de transferir a posse ou o direito (cedência, concessão, entrega; renúncia, desistência; empréstimo). A cessão das terras aos colonos será discutida oportunamente. Os jovens agradeceram o proprietário

    15 de julho de 2019
  • Vírgula em orações subordinadas adverbiais (circunstanciais)

    As orações subordinadas adverbiais têm função de adjunto adverbial (termo que indica uma circunstância ― de causa, tempo, modo, conformidade, finalidade, etc. ― do fato expresso pelo verbo). Normalmente, são introduzidas pelas conjunções (conectivos) subordinativas (exceto as integrantes: que e se). Embora não seja obrigatória, a vírgula é frequente entre as orações subordinadas adverbiais e

    15 de julho de 2019

informações de contato

(99) 9 9999-9999
Endereço

Perfis Sociais

Precisa de ajuda?

Entre em contato conosco, teremos o maior prazer em atendê-lo.

Participei recentemente do Curso de Comunicação Escrita e falada, ministrado pelo professor Adilson Góis, que de forma clara e precisa, me ajudou muito quanto ao uso correto da lingua Portuguesa, tirando dúvidas e explicando o que eu ainda não sabia.
Deixo aqui meus agradecimentos.
Recomendarei o curso aos meus colegas aqui da Porto Seguro.

Quitéria Amorim

Tem alguma dúvida ou precisa de um consultoria?