Assertivo ou “acertivo”

Assertivo e certeiro

Nos últimos tempos, os termos assertividade (substantivo) e assertivo (adjetivo) entraram na moda, principalmente no universo corporativo. Entretanto, em variados contextos, muitos falantes os empregam de forma inadequada. Em outras palavras, cometem impropriedades de sentido.

Ambas as palavras derivam de asserto (opinião verdadeira ou assim considerada; asserção, declaração, afirmação). Assim, todos os vocábulos da família de asserto devem ser escritos com SS: assertividade, assertivo, assertiva, asserção, assertório…

O adjetivo assertivo é atribuído ao falante que declara algo do qual assume inteiramente a validade. Trata-se, portanto, de um interlocutor que revela segurança, autoconfiança, firmeza e decisão no discurso e nas ações. O substantivo assertividade expressa a qualidade ou a condição do que ou de quem é assertivo. Confira exemplos:

O gerente foi assertivo (firme, seguro) ao solicitar empenho da equipe na reta final dos trabalhos.

Segundo o diretor, a equipe estava insegura. Faltou assertividade (autoconfiança, segurança) na exposição das propostas.

As candidatas não foram assertivas (seguras, firmes) ao comentarem os temas propostos. Hesitaram tanto, que evidenciaram pouco domínio do assunto.

Nessa perspectiva, é importante esclarecer que assertividade e assertivo não têm nada que ver com a ideia de estar certo, de ter certeza, de acertar. Por isso, devemos evitar os usos seguintes:

Os dados apresentados eram assertivos (certeiros, exatos, corretos). Não identificamos nenhuma irregularidade.

A assertividade (correção) do atendimento é inquestionável. O assistente não cometeu erros de procedimento.

Para que a sua apresentação seja mais assertiva (correta, precisa), revise todas as informações. É importante apresentar resultados precisos.

Vale acrescentar, por conseguinte, que as formas “acertivo” e “acertividade” não existem na língua portuguesa.

 

Por ora, é isso!

Professor Adílson Góis da Cruz



Deixe uma resposta